Com a época de festa junina chegando, um cenário interessante para se fotografar são as fogueiras e a interação das pessoas com as chamas. Para descomplicar esse tema, aqui vão algumas dicas que vão te guiar até fotos criativas de silhuetas nas fogueiras de São João.

Com a época de festa junina chegando, um cenário interessante para se fotografar são as fogueiras e a interação das pessoas com as chamas. Se você já tentou fotografar o fogo deve ter percebido que não é uma tarefa fácil. Para descomplicar esse tema, aqui vão algumas dicas que vão te guiar até fotos criativas de silhuetas nas fogueiras de São João. Nesse caso a maior dificuldade dos fotógrafos iniciantes é com a exposição; e esse será o primeiro ponto abordado aqui. O fogo pode ser uma fonte de luz muito potente e, na comparação, o cenário ao redor fica sempre muito escuro, já que nada mais emite tanta luminosidade durante a noite. Porém a fotometria automática da câmera pode tentar compensar essa falta de luz acionando o flash ou estourando a luz das chamas. Para conseguir um bom resultado nessa situação coloque a sua Canon no modo P (Programa de Exposição Automática) e mantenha o seu flash embutido fechado. Esse modo permitirá a você usar obturador, diafragma e ISO no automático e, diferente do modo automático, você poderá escolher entre velocidades mais rápidas e mais lentas, além da opção de manter o flash desligado. Configure também o método de exposição para Medição Pontual, dessa forma apenas a área central da fotografia afetará o cálculo da exposição automática.Feito isso você pode enquadrar isoladamente a fogueira, pressionar o botão de disparo apenas até a metade para que a câmera faça a fotometria, e então apertar o botão de travamento de exposição (AE-Lock) como na imagem abaixo. Enquanto o símbolo do AE-Lock (*) estiver aparecendo no seu visor, a câmera irá usar a exposição conforme a luminosidade da fogueira. Agora você já pode pensar no enquadramento. Procure se posicionar de forma que as pessoas se encaixem entre a sua objetiva e a fogueira. Assim você irá criar belas silhuetas, marcando apenas o contorno de quem estiver admirando a energia do fogo. Para que as labaredas fiquem nítidas é interessante usar velocidades de obturador de 1/250 ou mais rápidas, mas velocidades lentas também trarão resultados interessantes. Longas exposições irão marcar as fagulhas que voam da fogueira e criar rastros luminosos na sua foto além de suavizar os limites do fogo, criando borrões. Lembre-se de usar um tripé ou um apoio firme para exposições mais lentas que 1/60. A partir dessa velocidade a falta de estabilidade dos nossos braços causa fotos tremidas. Quanto mais ação, melhor! É comum que crianças estejam brincando próximas à fogueira, arremessando gravetos ou correndo. Esses movimentos podem render fotos dinâmicas que fogem do óbvio.Use sua criatividade para criar imagens impressionantes e lembre-se de manter uma distância segura para não se queimar ou danificar o equipamento com o calor das chamas.

 
jd7ZN238P7hfg7EFP57mXjZx https://dashboard.nama.ai false CanonBot Olá, eu sou Canonbot, o assistente virtual da Canon do Brasil. Aqui você poderá solicitar serviço de assistência técnica, consultar sobre produtos e tirar algumas dúvidas sobre a nossa loja virtual oficial! Como posso ajudar? Rastrear Pedido Assistência Técnica CPS Canon College Filmadoras Lentes Câmeras Flash Loja Virtual Impressora https://www.canon.com.br/img/layout/logo-chat.png 30